quarta-feira, 25 de junho de 2014

Motonotícia: "O tradicional Iveco Daily TT Assen"

Assen é uma das pistas mais espetaculares e técnicas de todo o campeonato, mas ao mesmo tempo também um dos menos exigentes para os freios. É, de fato, um circuito muito orientado para curvas de alta onde a frenagem geralmente é pouco exigente, enquanto as seções rápidas permitem o resfriamento ideal do freio e garantir boas temperaturas de trabalho. 

É, portanto, um circuito com características opostas às de Montmeló, onde os pilotos tinham optado por utilizar os novos discos 340 milímetros de diâmetro. 

Na Holanda, a frenagem é, sem dúvida, o maior desafio na primeira curva as motos chegam a 320 km / h até desacelerar a 153 em cerca de 216 metros. 

O tempo total de travagem é inferior a 4 segundos, com uma desaceleração máxima de 1,5 g.

A partir de Assen, teremos a análise técnica do sistema de frenagem das demais etapas, cortesia da Brembo. Veja imagem ao lado.
INFORMAÇÃO DO CIRCUITO

Perímetro: 4.542 m

Largura: 14m

Curvas à esquerda: 6

Curvas à direita: 12

Reta mais longa: 487 m 

Construído: 1955

Modificado: 2012
Assen é a única pista que recebe o Campeonato Mundial de Motociclismo desde a sua criação em 1949. A pista foi construída de propósito para o Dutch TT em 1954, as corridas eram disputadas em estradas públicas. A pista é estreita, com rápidas mudanças de direção e totalmente rodeada por cumes de relva e arquibancadas que oferecem uma vista fantástica às centenas de milhares de fanáticos espectadores que todos os anos são atraídos ao mais prestigiado evento motociclistíco da Holanda. Pista preferida entre os pilotos, Assen é bem conhecida pela atmosfera festiva e extravagante. Em 1999 o circuito foi modificado com nova arquibancada, torre de controle, centro de imprensa e boxes totalmente renovados. As modificações realizadas em Assen durante o inverno de 2005/6 reduziram o cumprimento da pista mais longa do campeonato de mais de 6 km para 4,555 km.
"Em 1925 teve lugar o primeiro Dutch TT, mas não em Assen," explica Egbert Braakman, que foi o Secretário da Corrida em Assen de 1970 a 2006. "Foi disputado numa vila chamada Rolde, sete quilômetros a este de Assen."  "O motivo da prova se disputar ao sábado tem a ver com a igreja que ficava perto da linha de chegada. O conselho da cidade queria evitar uma situação constrangedoras em que as pessoas que quisessem ir à missa no domingo não o pudesse fazer, já que todas as estradas estavam todas fechada para a corrida. Por esse motivo, as corridas eram disputadas ao sábado. Isso revelou-se um sucesso, e por isso que continuamos a realizá-lo no  sábado. 
Agora é uma verdadeira tradição vem sendo mantida com o Grande Prêmio sendo realizado no sábado, mas todas as outras provas no circuito são disputadas ao domingo." Isto continuou a beneficiar os fãs durante décadas. "Nos anos 70 e 80 tivemos espetadores da Escandinávia e do Norte da Alemanha," continua Braakman. "Na época que também tivemos a denominada ‘Speed Week’, começando o Campeonato Europeu na segunda e terça-feiras, seguido do GP no restante da semana. Muitos espectadores acabavam ficando a semana toda em parques de camping. A maior parte chegava no domingo e ficava a semana toda. Depois retornavam ao circuito no domingo seguinte, o que lhes dava um dia completo para viajarem e retornarem ao trabalho na segunda-feira pela  manhã". Assen recebeu os GPs em todos os anos desde 1925, exceção feita ao período de seis anos, de 1940 a 1945, período da 2ª Guerra Mundial. Em 2013 o lendário TT Assen foi ganho por Valentino Rossi; a 80ª vitória do ‘The Doctor’ na categoria rainha.

Um comentário:

Gargamel MotoTuristas disse...

As fotos dessa postagem ficaram "the best, man"
GargaBRaços, Yansen!